O tira-gosto rápido para acompanhar cerveja que você precisa experimentar

O passo a passo para uma reunião de amigos bem-sucedida no fim de semana é simples: separe umas garrafas de cerveja, prepare uns petiscos, selecione algumas músicas e chame o pessoal! Mas, para não ter chances de errar, temos dicas para você encontrar o tira-gosto rápido para acompanhar cerveja ideal.

Nós vamos ajudar você a montar o cardápio da próxima reunião, com dicas de um tira-gosto rápido para acompanhar cerveja, sem falar, é claro, das nossas sugestões para harmonizar com as receitas.

Temos certeza que você irá aprovar:

COMO FAZER BRUSQUETA

Do que você precisa: pão, azeite, tomate, queijo e orégano.

Passo a passo do tira-gosto: fatie o pão, coloque azeite e leve ao forno até ficar crocante por fora e macio por dentro. Acima das fatias coloque uma rodela de tomate, um pedaço de queijo e tempere com orégano.

O tipo de cerveja: opte por rótulos leves e refrescantes. Aqueles do tipo Pilsen são uma boa pedida.

COMO FAZER BOLINHO DE MILHO

Do que você precisa: milho, ovos, farinha de trigo, fermento em pó, leite, salsa, sal, pimenta-do-reino e óleo para fritar.

Passo a passo do tira-gosto: em um liquidificador, bata os ovos, o leite e o milho. Depois misture os demais ingredientes a mão, lentamente. Quando a massa estiver homogênea, coloque colheradas para fritar.

O tipo de cerveja: cervejas mais amargas, como uma American IPA, limpam a gordura das suas papilas gustativas e preservam o melhor do sabor do prato.

COMO FAZER DADINHO DE TAPIOCA

Do que você precisa: tapioca granulada, queijo coalho ralado, leite quente, sal, pimenta-do-reino e óleo para fritar.

Passo a passo do tira-gosto: misture o queijo coalho ralado com a tapioca e acrescente leite bem quente à mistura, mexendo bem para não empelotar. Coloque sal e pimenta e despeje tudo em uma assadeira forrada com plástico. Depois de esfriar, corte em cubos e frite.

O tipo de cerveja: combinar esse prato com uma Weiss, com notas de frutas e especiarias, é a receita para o sucesso.

COMO FAZER SALSICHA ALEMÃ COM BATATAS

Do que você precisa: salsicha alemã, batatas, azeite, vinagre, mostarda, alho, sal e pimenta-do-reino.

Passo a passo do tira-gosto: cozinhe as batatas em cubos, frite rodelas da salsicha alemã e, à parte, misture os demais ingredientes para formar um molho. Depois junte todos os preparos em uma travessa.

O tipo de cerveja: nada melhor para harmonizar com uma receita alemã que um bom rótulo alemão. Que tal uma cerveja de trigo?

COMO FAZER BOLINHO DE CARNE SECA E ABÓBORA

Do que você precisa: carne-seca já temperada para o recheio. Para a massa, abóbora cozidae amassada, água, leite, creme de leite, farinha de trigo, margarina, caldo de galinha e alho. Para empanar, amido de milho e farinha de rosca.

Passo a passo do tira-gosto: frite o alho na margarina e depois acrescente leite, água e caldo de galinha. Depois de ferver, junte abóbora e farinha e mexa até soltar da panela. Adicione creme de leite aos poucos e espere esfriar. Modelo os bolinhos, recheie, empane e frite em óleo não muito quente.

O tipo de cerveja: um tira-gosto rápido e cheio de sabor como esse pede uma cerveja complexa e encorpada, como uma Saison.

Depois dessas sugestões de tira-gosto rápido para acompanhar cerveja, temos certeza que a próxima reunião com os amigos vai ser histórica! Agora, falta só ficar craque em harmonização e criar suas próprias combinações. Para ajudar você nessa, elaboramos um infográfico cheio de dicas de harmonização de cervejas. Baixe agora!

Guia rápido de harmonização: 4 dicas para o sucesso

Por Rodolfo Bosqueiro
@umami.sommelieria

Equilíbrio de forças, semelhança, contraste e complementação; aprenda a usar essas ferramentas de forma fácil para arrasar nas harmonizações com cerveja.


Está cada vez mais comum ouvirmos falar em harmonização de cervejas e alimentos, mas você sabe exatamente o que isso significa? Em uma harmonização de sucesso, os sabores alcançados com a combinação de alimento e bebida devem ser ainda melhores do que os de cada um deles consumido de forma separada. Grandes sommeliers e especialistas realizam essa tarefa com maestria, transformando uma boa refeição em uma experiência gastronômica espetacular e inesquecível.

Para se obter uma harmonização perfeita é necessário ter em mente algumas diretrizes básicas que vão te guiar na hora de escolher a melhor cerveja para acompanhar o seu prato, ou o melhor alimento, caso já tenha escolhido a cerveja que quer beber.

Equilíbrio de forças

O primeiro fator a ser analisado em uma harmonização é a força de cada um dos elementos. Cervejas mais delicadas pedem pratos mais suaves e leves, enquanto cervejas mais intensas, pedem alimentos também mais potentes.

Por exemplo, você não vai escolher uma Imperial Stout, que é uma cerveja potente, encorpada, com alto teor alcoólico, e fortes sabores e aromas de maltes tostados, para harmonizar com uma salada verde, leve e refrescante. A cerveja certamente tomaria conta do seu paladar e mataria o sabor da salada em sua boca.

Um bom exemplo de harmonização levando em consideração o equilíbrio de forças seria combinar uma Salada Caprese, que leva tomate, muçarela de búfala e manjericão com a Cerveja Da Mata Witbier.

A salada não tem alto teor de gordura, nem sabores fortes e marcantes, assim como a Witbier é uma cerveja leve, refrescante, de baixo teor alcoólico, além de possuir notas cítricas e condimentadas que vão muito bem com uma saladinha.

Semelhança

As harmonizações mais intuitivas têm como base o princípio da semelhança. Aqueles que já começaram a se aventurar nessa área, sabem o prazer de provar harmonizações clássicas, do tipo brownie de chocolate com Stout. Ambas trazem notas de tosta, como cacau, chocolate e café, transformando cerveja e alimento praticamente em uma coisa só.

Mas arrisque ir além do tradicional. Preste atenção nas características de cada elemento da cerveja ou da comida e imagine com o que eles se assemelham.

Por exemplo: um belo frango assado traz notas de caramelização naquela crosta deliciosa que se formou durante o tempo que ficou no forno. Seguindo a diretriz da semelhança, podemos harmonizá-lo com a Cerveja Hohenthanner Märzen Festbier , que também apresenta essas leves notas caramelizadas e uma intensidade similar.

Agora, se você adicionar a este frango um molho marcante de especiarias, ou recheá-lo com uma farofa condimentada de banana, por exemplo, a intensidade irá aumentar e mais elementos vão entrar nessa equação modificando o rumo dessa harmonização.

A nova combinação de sabores vai pedir cervejas igualmente mais complexas e intensas, como a maravilhosa Straffe Hendrik Tripel,  ou ainda a clássica representante do estilo alemão Weizenbock, Weihenstephaner Vitus.

Contraste

Mesmo quando entramos no campo de contrastes, devemos sempre ter em mente o equilíbrio de forças. Tome cuidado para não deixar que um elemento se sobreponha ao outro.

Em uma harmonização desse tipo você deve se atentar principalmente aos gostos básicos (doce, amargo, salgado, azedo e umami), além do teor alcoólico e carbonatação (das cervejas) e gordura (dos alimentos). Dentro desse contexto, busque por elementos contrastantes que gerem interações específicas entre eles.

Por exemplo, a gordura dos alimentos pode ser contrastada com a carbonatação, a acidez, o amargor e o álcool das cervejas. Estes elementos ajudam a limpar seu paladar do excesso de gordura e prepara-lo para o próximo gole.

Comidas com bastante presença de umami (queijos maturados, carnes, cogumelos, shoyu, molho de tomate, etc.) interagem muito bem tanto com cervejas que apresentam caramelização e tosta, como com as que se destacam pelo amargor do lúpulo.

Pratos picantes podem se tornar um desafio ao preparar uma harmonização para diversas pessoas. Muitos adoram a sensação que as pimentas trazem aos alimentos, outros nem tanto.

Harmonizar um prato de Chilli com Carne (picante) com a Brewdog Punk IPA , que é uma cerveja com amargor pronunciado, irá potencializar o sentimento de picância do Chilli, assim como cervejas muito alcoólicas.

Mas caso você deseje controlar essa ardência, sugerimos escolher uma cerveja com notas mais adocicadas de malte, como a Oskar Blues Old Chub Scotch Ale.

Alimentos muito salgados contrastam com a doçura e a caramelização dos maltes das cervejas, equilibrando os sabores e trazendo harmonia para a combinação.

Da mesma forma, a doçura excessiva de algumas sobremesas, como o chocolate branco, pode ser controlada pela acidez de uma Kriek Lambic ou pelo amargor da tosta de uma Stout, como a Cerveja Coopers Best Extra Stout.

Complementação 

Para preparar harmonizações considerando a diretriz da complementação, a melhor maneira é pensar na cerveja e no alimento como um elemento único. Ou seja, como se a cerveja estivesse dentro do prato, ou o alimento fosse parte da cerveja. Por exemplo, um bom queijo Brie acompanhado de uma Cerveja Floris Framboise vai lhe trazer a sensação de estar comendo a tradicional combinação de Brie com geleia de frutas.

Ou ainda, harmonizar a Stone Go To IPA, uma Session IPA que remete a frutas cítricas e amarelas, com uma Feijoada, certamente vai trazer em sua memória a laranja que costuma fechar o banquete dessa iguaria brasileira.

O interessante é que, quanto mais interações entre os elementos do prato e da cerveja você conseguir estabelecer, mais bem estruturada ficará sua harmonização, resultando em uma experiência incrivelmente fantástica.

Lembre-se sempre que para se obter uma sensação completa durante uma harmonização, a cerveja e o alimento devem estar na boca ao mesmo tempo. Só assim você consegue realmente extrair todas as interações entre seus elementos.

Outro ponto importante é que o gosto pessoal sempre deve ser levado em consideração. Pois não adianta nada uma harmonização estar perfeitamente montada de acordo com essas diretrizes, se ela não agradar ao seu paladar.

Portanto, mãos à obra! Faça testes e anote os resultados. Somente a prática leva ao aprimoramento. E depois não esqueça de nos contar os resultados.


Você encontra essas e outras cervejas com dicas de harmonização dos nossos especialistas em nossa loja virtual The Beer Planet.

 

Harmonização de cervejas com doces: um mundo de possibilidades

Você que já conhece um pouco (ou nem tão pouco assim) sobre cervejas artesanais, certamente já ouviu fala sobre a harmonização de cervejas e comidas. O termo é bastante vasto, assim como as possibilidades. Mas você sabia que essas combinações também são infinitas quando falamos em harmonização de cervejas com doces?

Pois é! As alternativas são tantas e as combinações tão deliciosas, que fica difícil até de saber por onde começar e já dá água na boca só de pensar. Então prepare as papilas gustativas por que hoje nossos especialistas vão te guiar em uma verdadeira viagem por esse mundo de possibilidades das harmonizações de cervejas e doces.

E quem estiver pensando que estamos loucos, é por que certamente nunca provou uma trufa de chocolate com uma Stout!

Aliás, quando pensamos em sobremesas e doces, o chocolate é quase uma unanimidade nas nossas mentes chocólatras. E só no tema “chocolates e cervejas” poderíamos escrever facilmente um livro de possibilidades de combinações magníficas. Mas a ideia aqui é outra: mostrar o caminho e a partir daí deixar a sua imaginação e criatividade fluírem.

Combinações mais fáceis de se imaginar

São geralmente aquelas que apresentam sabores e aromas semelhantes tanto na cerveja, quanto na comida. No caso dos chocolates, as cervejas mais escuras, como Stouts e Porters, que têm maior presença de maltes tostados são escolhas seguras e certeiras, pois esses maltes apresentam notas de chocolate, café, caramelo e toffee, que se assemelham muito às do próprio doce. Você não sabe onde acaba o chocolate e começa a cerveja.

Chocolate amargo

De maneira geral, chocolates mais amargos, com alto teor de cacau, pedem cervejas mais intensas e tostadas, como a Shipyard Imperial Stout , por exemplo, ou até uma La Trappe Quadrupel, que apresenta alto teor alcoólico, maior dulçor e corpo, capazes de amenizar o elevado amargor deste tipo de chocolate, além de notas frutadas que aumentam a complexidade e acrescentam outros sabores à combinação.

Chocolates ao leite

Que são mais doces e com alto teor de gordura, podem combinar com cervejas menos robustas e até com níveis mais altos de amargor para contrabalancear o excesso de dulçor desse tipo de chocolate, que é o caso de uma American Brown Ale como a Anchor Brekle’s Brown que apresenta uma base de maltes tostados mais leve e possui um amargor mais perceptível. Ou até uma Doppelbock, como a incrível Ayinger Celebrator que se assemelha no dulçor e na tosta e acrescenta notas de frutas secas ao chocolate.

Chocolate branco

O chocolate branco, que é o mais doce entre todos, precisa de uma cerveja que possua elementos que amenizem esse dulçor e essa gordura para proporcionar uma experiência agradável ao paladar. Uma cerveja ácida e com adição de cerejas, como a Liefman Kriek Brut  pode proporcionar uma harmonização surpreendente como se a cereja já estivesse dentro do chocolate.

Seguindo a linha de harmonização com cervejas ácidas e frutadas, esses estilos podem ser ótimos coringas para diversas sobremesas e doces, pois as frutas trazem um certo frescor e, juntamente com a acidez, amenizam o dulçor e a gordura dessas guloseimas. Experimente degustar uma bela cheesecake com a cerveja artesanal belga Floris Framboise, que leva uma grande quantidade de framboesas em sua receita. Ou ainda, tente usar uma Anchor Giants Orange Splash, que leva suco de tangerina, como calda para uma salada de frutas. Ela vai te lembrar daquela laranja espremida da salada de frutas da infância e você vai se surpreender com o resultado!

cervejas com doces
Chocolate é quase uma unanimidade nas nossas mentes chocólatras

Frutas

Por falar em frutas, elas são sempre amplamente utilizadas para fazer deliciosos bolos, tortas e diversas sobremesas maravilhosas. Harmonizar um bolo de banana com a Coruja Alba Weizenbock, é uma experiência muito agradável. Este estilo de cerveja apresenta notas intensas de banana caramelizada que vão se assemelhar de forma brilhante com o bolo. E você quer uma dica de ouro? Antes de comer, jogue um pouquinho da cerveja em cima do bolo de forma que ele fique molhadinho, fica sensacional!

Com esse calor, um doce que faz bastante sucesso é a torta de limão. E quem disse que as cervejas amargas não combinam com doces? Então, experimente harmonizar essa iguaria com a cerveja Stone Delicious IPA, uma American IPA bastante cítrica e refrescante, que vai proporcionar uma bela experiência para o seu paladar.

Uma deliciosa Panna Cotta de frutas silvestres harmonizada com uma Belgian Dark Strong Ale, como a Delirium Nocturnum, é simplesmente fascinante. As notas de frutas passa, chocolate e condimentos dessa cerveja vão elevar a sua sobremesa a outro nível.

Outra cerveja um pouco menos intensa, que também apresenta notas de frutas passas e leve condimentação são as do estilo Belgian Dubbel, como a St. Bernardus Pater 6, que casa perfeitamente com um outro doce que já vem aparecendo nas prateleiras dos supermercados nessa época do ano: o Panetone. Um dos doces mais famosos da Itália (se não o mais famoso), que está se tornando cada vez mais comum também em terras tupiniquins é o Tiramisù. Ele leva basicamente café, biscoito champagne, queijo mascarpone e chocolate, que trazem uma combinação leve, mas complexa. Uma cerveja bastante interessante para acompanhar esse clássico seria a Shipyard Chocolate Milk Stout uma bela representante do estilo Sweet Stout (ou Milk Stout) que leva lactose e nibs de cacau em sua receita. Você vai sentir como se tivesse um cappuccino acompanhando perfeitamente o seu Tiramisù.

Sorvete

Partindo da Itália para a França, esbarramos em outro clássico que faz o maior sucesso no Brasil. Mas antes de revelar qual é este delicioso doce francês, sugerimos que sirva uma bola de sorvete de creme ou baunilha, abra uma garrafa da maravilhosa Founders KBS , e despeje em volta do seu sorvete de modo que ele fique “ilhado“ no centro do prato. Agora pegue um pouco do sorvete junto à cerveja e deguste. Esse é o nosso Petit Gateau cervejeiro. Essa icônica Imperial Stout é aveludada, encorpada, produzida com uma grande quantidade de chocolate e café e envelhecida por 1 ano em barris de uísque Bourbon, e aqui ela vai cumprir de forma majestosa o papel do brownie para nossa sobremesa. É de comer de joelhos!

Churros

Outro doce muito comum por aqui é o churros recheado com doce de leite. Sejam os comprados nos carrinhos da praça ou aqueles mais gourmetizados de restaurantes estrelados, eles são simplesmente irresistíveis. Com alto índice de intensidade e dulçor, essa harmonização pede por uma cerveja também mais robusta e encorpada, como a Três Lobos Bravo, representante do estilo Imperial Porter, ela é envelhecida em barril de madeira amburana,cremosa, negra, de alta complexidade e com paladar rico, com intensas notas de café, chocolate, caramelo e defumado. Esta é uma cerveja que harmoniza muitobem com pudim de leite condensado também.

Bom, já deu pra ver que as possibilidades são inúmeras e uma é mais apetitosa que a outra. Então não perca tempo, escolha suas cervejas e faça bonito na hora de harmonizá-la com o seu doce favorito. Depois não deixe de nos contar sua experiência.

Em nossa loja virtual The Beer Planet você encontra essas e muitas outras cervejas com dicas de harmonização de nossos especialistas.

Passo a passo para degustar cerveja a dois – da decoração ao cardápio

Por Rodolfo Bosqueiro
@umami.sommelieria

Há alguns anos os brasileiros estão começando a aprender que cerveja não é só aquela bebida clara, quase sem aroma e que se deve beber estupidamente gelada e em grandes quantidades. O público está amadurecendo e está percebendo que as cervejas artesanais podem proporcionar experiências muito mais ricas aos nossos sentidos, proporcionando diferentes aromas, sabores, texturas e cores. E, para explorar todas essas sensações de maneira ainda mais agradável, nada melhor que dividir este momento com alguém especial. Degustar cerveja a dois é um evento que pode variar entre o divertido e o romântico de um rótulo para o outro.

E por falar em rótulos, diante da diversidade de cervejas que hoje podemos encontrar por aqui, por um lado ficou muito mais fácil e atrativo experimentar diferentes estilos de cervejas, e por outro ficou mais difícil de decidir ou escolher, dentre inúmeras opções, quais seriam as melhores cervejas para uma noite de degustação a dois. E essa tarefa se torna um pouco mais complicada quando você quer adicionar petiscos ou comidas que harmonizem com essas cervejas.

Mas estamos aqui para descomplicar! Então montamos um passo a passo para você que quer organizar aquela degustação de cervejas a dois incrível – desde a decoração até o cardápio – cheia de surpresas agradáveis e sem muito esforço.

O passo-a-passo

As primeiras coisas a serem decididas são, sem dúvida, as estrelas do evento: as cervejas – e os petiscos caso decida fazer uma degustação harmonizada e elevar ainda mais o nível da sua noite! A quantidade de rótulos pode variar, mas de quatro a cinco é a quantidade ideal para uma experiência rica e prazerosa. Em uma degustação que envolve diferentes estilos de cerveja, sugerimos começar pelas mais leves, com menor teor alcoólico e menor amargor e ir avançando gradativamente para as cervejas mais potentes, de maior teor alcoólico, maior amargor e mais complexas; assim você não compromete seu paladar tomando cervejas mais acentuadas antes das de menor intensidade. É como comer um chocolate (doce e gorduroso) antes daquele cafezinho – o chocolate acaba modificando as percepções de sabor do café por ter uma intensidade muito alta.

A artesanal Da Mata Witbier é uma ótima opção para começar a degustar cerv; é leve, refrescante e suas notas cítricas de limão siciliano casam muito bem com um ceviche de tilápia.

Em seguida, a cerveja Bamberg München se encaixa perfeitamente no roteiro, com coloração marrom avermelhada e notas de caramelo e toffee acompanham de forma brilhante uma bela bruschetta de shimeji e shitake.

Subindo o nível na escala de amargor, o terceiro rótulo é a cerveja artesanal Sierra Nevada Pale Ale, um clássico americano com lúpulos cítricos e florais e amargor marcante e equilibrado. Harmonizada com mini tacos de frango picantes se transforma numa fantástica combinação gastronômica.

A penúltima degustação fica com a cerveja Daoravida Labirintite, uma Belgian Tripel, mais encorpada, complexa e alcoólica que as anteriores, com notas frutadas e condimentadas; combinada com ravióli de camarão ao molho pesto proporciona uma incrível explosão de sabores para o seu paladar.

Para fechar em grande estilo essa degustação de cervejas a dois, escolhemos a Brooklyn Black Chocolate Stout, de coloração negra, bastante encorpada e aveludada, com 10% de teor alcoólico, notas intensas de chocolate amargo e café, harmoniza de forma brilhante com um maravilhoso petit gateau. Na boca, você não vai saber onde termina o doce e começa a cerveja!

Definidas as cervejas e as possíveis harmonizações, é hora de pensar nos outros detalhes. A começar pelos copos. Como já sabemos, determinados copos de cerveja ajudam a preservar e ressaltar as características de cada estilo, como vimos no post Dica do Sommelier: Use sempre o copo adequado.

degustar cerveja
Use sempre o copo adequado para o estilo da cerveja.

Se você ainda não tem os copos adequados para degustar cerveja a dois, na nossa loja online você encontra uma grande variedade.

É importante que os copos de cerveja estejam sempre limpos, livres de odores e resíduos, que atrapalham na degustação e na percepção dos sabores e aromas de suas cervejas. As temperaturas em que as cervejas serão servidas também interferem nessa percepção. Por isso prefira temperaturas mais baixas (de 4º a 8º) para as cervejas leves; e mais altas (de 8º a 12º) para as mais complexas e potentes.

Antes de começar a degustar cerveja, evite consumir balas, chicletes e até mesmo café ou outros alimentos de sabor forte, pois eles também interferem no aroma e sabor das cervejas. Tome sempre um pouco de água e, se preferir, também coma um pedaço de pão entre uma cerveja e outra. Eles ajudam a limpar o paladar e prepara-lo para a próxima degustação.

Quanto à decoração, a cerveja é uma bebida bastante democrática, não há necessidade de montar uma mesa toda decorada para um banquete. A ocasião aceita desde ambientes mais descontraídos, como o sofá da sua casa e a mesinha de centro, até aquela meia luz ao som de um belo Blues para criar um clima mais romântico com o seu par.

Depois de seguir essas dicas e preparar uma noite incrível para degustar cerveja a dois, conta pra gente o que você e o seu par acharam dessa experiência.

Em Maio, cervejas incríveis de estilos diferentes para você explorar!

Olá, beernauta!

Nossos especialistas em cerveja foram buscar na Bélgica, nos Estados Unidos e aqui no Brasil cervejas que vão surpreender o seu paladar! Uma Witbier com limão siciliano de frescor e sabores impressionantes. Uma Lager lupulada na medida certa para matar a sua sede em grande estilo. Uma moderna IPA norte americana muito fresca com diferentes variedades de lúpulos. Uma Oatmeal Stout campeã feita na mais famosa região produtora de vinhos do Brasil. E uma memorável Belgian Blond produzida à perfeição na Bélgica. Desejo a você uma degustação inesquecível! Se quiser entrar em contato, meu e-mail é padilha@thebeerplanet.com.br.

José Raimundo Padilha
Sommelier de cervejas


Barco Witória 600ml

Cerveja Barco Witória 600mlDica do sommelier de cervejas:
“Barco Witória é uma cerveja de trigo de escola belga, amarelo clara, de aparência turva e muito refrescante, com aromas cítricos, vindos do limão siciliano, e picantes, trazidos pela semente de coentro. No paladar, tem baixo amargor e sabor frutado de caráter cítrico lembrando limão siciliano, com final seco que pede outro gole.”

Estilo:Witbier
Amargor: Baixo
Teor Alcoólico: 5,0% ABV
Olho: Amarelo palha, turva, boa espuma
Nariz: Frutado, limão, especiarias
Boca: Leve, refrescante, efervescente, cítrica, picante, seca
Ingredientes: Água, malte de cevada, trigo, casca de limão siciliano, sementes de coentro, lúpulo e levedura
Harmonização: Queijo de cabra, saladas leves, frutos do mar, comida japonesa.
Indicação do sommelier de cervejas: Escondidinho de frutos do mar
Temperatura de Serviço: 5 a 7º C
Origem: Brasil
Plano: Terra / Espacial / Galáxias

Botão Comprar


Malteza American Lager 500ml

Cerveja Malteza American Lager 500mlDica do sommelier de cervejas:
“A cerveja artesanal Malteza American Lager inspirou-se nas mulheres da Suméria, antiga civilização que tem os registros mais antigos de fabricação de cerveja. Naquela época, produzir cerveja era uma atividade doméstica exercida por mulheres. A Malteza é leve, refrescante e deliciosa, tem 22 IBU e passa por dry hopping de Columbus!”

Estilo: Premium American Lager
Amargor: Moderado
Teor Alcoólico: 4,8% ABV
Olho: Âmbar, límpida, boa espuma
Nariz: Grãos, biscoito, miolo de pão
Boca: Leve, refrescante, suave amargor
Ingredientes: Água, malte de cevada, lúpulo e levedura
Harmonização: Queijos frescos, saladas leves, petiscos fritos, salame, frutos do mar, quiche de queijo, sopa de legumes.
Indicação do sommelier de cervejas: Pastel de queijo minas
Temperatura de Serviço: 3 a 5º C
Origem: Brasil
Plano: Terra / Espacial / Galáxias

Botão Comprar


Oskar Blues IPA Lata 355ml

Cerveja Oskar Blues IPA 355mlDica do sommelier de cervejas:
“A cerveja Oskar Blues IPA é uma moderna India Pale Ale que combina malte de cevada com trigo vermelho para criar um caráter maltado mais limpo, mas em equilíbrio com o sabor destacado dos lúpulos Enigma, Victoria Secret, Ella, Topaz e Galaxy. Notas doces e suculentas de frutado intenso, que remetem a maracujá e abacaxi!”

Estilo: India Pale Ale (IPA)
Amargor: Alto
Teor Alcoólico: 6,43% ABV
Olho: Dourada, translúcida, boa espuma
Nariz: Frutado, cítrico, manga, maracujá, abacaxi
Boca: Leve, refrescante, picante, amargor suave
Ingredientes: Água, malte de cevada, trigo vermelho, lúpulo e levedura
Harmonização: Queijos curados, carnes em geral, pratos condimentados, molhos apimentados.
Indicação do sommelier de cervejas: Hambúrguer com gorgonzola
Temperatura de Serviço: 5 a 7° C
Origem: EUA
Plano: Plutão / Espacial / Galáxias

Botão Comprar

 


SUD Oatmeal Stout 300ml

Cerveja Sud Oatmeal Stout 300mlDica do sommelier de cervejas:
“A premiada cerveja Sud Oatmeal Stout, produzida na cidade gaúcha de Bento Gonçalves, reproduz um clássico estilo inglês, com aroma de cereais tostados suavemente e notas marcantes de café. Apresenta cor marrom escuro e colarinho bege, espesso e duradouro. Na boca, inicia doce e complexa, trazendo notas de nozes e ameixas, passa por amargor médio em perfeito equilíbrio com o dulçor dos maltes, culminando em final seco!”

Estilo: Oatmeal Stout
Amargor: Moderado
Teor Alcoólico: 6,0% ABV
Olho: Marrom escuro, turva, boa espuma
Nariz: Torrado, café, chocolate
Boca: Encorpada, final longo torrado
Ingredientes: Água, malte de cevada, lúpulo e levedura
Harmonização: Cordeiro grelhado, feijão, panna cotta, sobremesas à base de chocolate
Indicação do sommelier de cervejas: Feijoada
Temperatura de Serviço: 5 a 7° C
Origem: Brasil
Plano: Plutão / Espacial / Galáxias

Botão Comprar


Du Bocq Gauloise Blonde 330ml

 Cerveja Du Bocq Gauloise 330mlDica do sommelier de cervejas:
“A cerveja artesanal Du Bocq Gauloise Blonde é uma autêntica Belgian Blond Ale, com amargor sutil, suave aroma frutado, com toque de lúpulo, corpo na medida, dourada e frisante, de colarinho denso e cremoso. Perfeita como aperitivo ou acompanhando as refeições!”

Estilo: Belgian Blond Ale
Amargor: Moderado
Teor Alcoólico: 6,3% ABV
Olho: Dourada, boa espuma
Nariz: Frutado, especiarias
Boca: Frisante, picante, final seco
Ingredientes: Água, malte de cevada, lúpulo e levedura
Harmonização: Queijos amarelos, caesar salad, frutos do mar, carne branca, aves em geral
Indicação do sommelier de cervejas: Espaguete ao frutos do mar
Temperatura de Serviço: 6 a 8° C
Origem: Bélgica
Plano: Galáxias

Botão Comprar

 


Copo Pint Stout The Beer Planet

Pint Stout 580ml - The Beer Planet Coleção Estilos - See more at: http://www.thebeerplanet.com.br/pint-the-beer-planet-stout-colecao-2/p#sthash.y4JlTHEV.dpufDica do sommelier de cervejas:
“O copo Pint Stout está associado às Ales escuras de origens britânicas, mais comumente usado para beber o estilo Dry Stout, criado na Irlanda e muito consumido por lá. Trata-se de um Pint, unidade de medida inglesa de 473ml, que acabou emprestando seu nome para os famosos copos que hoje. A Dry Stout é uma cerveja preta e amarga por causa da torrefação do malte, mas sem teor alcoólico elevado, o que permite ser bebida em copos de maior volume. O Pint Imperial, como é conhecido este formato específico, se caracteriza pela cintura que facilita seu ergonomia, evitando que o copo deslize das mãos por descuido.”

 


Clube de Abril trouxe Alemanha, Brasil e Austrália na porta da sua casa!

Alemanha, Brasil e Austrália na porta da sua casa!

Olá, beernauta!

Trouxemos cervejas incríveis para a sua taça este mês! Da Alemanha, uma Weissbier que tem receita de 400 anos e uma Premium Pils que usa água do alpes austríacos. Do interior de São Paulo, uma American Pale Ale muito fácil de beber e uma Belgian Pale Ale super elegante e equilibrada. Da Austrália, vem uma Dark Ale que é explosão de sabores e aromas torrados. Desejo a você uma degustação inesquecível! Se quiser entrar em contato, meu e-mail é padilha@thebeerplanet.com.br.

José Raimundo Padilha
Sommelier de cervejas


Oberbräu 1605 Hefe-Weissbier 500ml

Cerveja Oberbräu 1605 Hefe-Weissbier 500mlDica do sommelier de cervejas:
“A cerveja Oberbräu 1605 Hefe-Weissbier é uma German Weizenbier clássica não filtrada, de coloração dourada, turbidez típica e carbonatação efervescente e duradoura. No nariz e boca predomina frutado intenso de maçã e banana, com textura suave e intensamente refrescante. Sua receita tem mais de 400 anos e foi concebida na cidade de Holzkirchen, na Bavária, para comemorar a liberação que a cidade recebeu da família real bávara para usar trigo na produção de cerveja. Muitas cervejarias sofreram com a Lei de Pureza de 1516, que permitia apenas malte de cevada.”

Estilo:German Weizen
Amargor: Baixo
Teor Alcoólico: 5,5% ABV
Olho: Amarelo palha, boa espuma
Nariz: Frutado, mel, banana, especiarias
Boca: Leve, refrescante, efervescente, suave acidez
Ingredientes: Água, malte de cevada, malte de trigo, lúpulo e levedura
Harmonização: Brie, camembert, saladas em geral, frutos do mar, comida alemã, pratos apimentados, ovos com bacon, quiche de queijo, comida japonesa.
Indicação do sommelier de cervejas: Salsichão branco com mostarda doce
Temperatura de Serviço: 5 a 7º C
Origem: Alemanha
Plano: Terra / Espacial / Galáxias


Memminger Premium Pils 500ml

Cerveja Memminger Premium Pils 500mlDica do sommelier de cervejas:
“A tradicional cerveja artesanal alemã da Bavária Memminger Premium Pils utiliza água de excelente qualidade vinda dos Alpes, mais precisamente do lago Vilsalp, que fica na Áustria. Seus lúpulos e maltes são fabricados na própria região por produtores locais, fortalecendo uma estreita relação com a cervejaria, que hoje está na quinta geração. Apresenta sabor delicado, colarinho denso e cremoso, amargor moderado e é muito refrescante!”

Estilo: German Pilsner
Amargor: Moderado
Teor Alcoólico: 5,1% ABV
Olho: Dourada, límpida, boa espuma
Nariz: Floral, miolo de pão
Boca:Refrescante, suave, leve amargor
Ingredientes: Água, malte de cevada, lúpulo e levedura
Harmonização: Frutos do mar, queijos frescos, saladas leves, petiscos fritos, ovos mexidos (ou omeletes), quiche de queijo, sopa de legumes.
Indicação do sommelier de cervejas: Bruschetta tradicional
Temperatura de Serviço: 3 a 5º C
Origem: Alemanha
Plano: Terra / Espacial / GaláxiasBotão Comprar


Lund American Pale Ale 600ml

Cerveja Lund American Pale Ale 600mlDica do sommelier de cervejas:
“A cerveja artesanal Lund American Pale Ale (APA) de Ribeirão Preto, interior de São Paulo, é uma excelente pedida para quem quer experimentar todo o frescor e a presença marcante do lúpulo americano, de perfil cítrico intenso, mas equilibrado por uma base discreta de malte, que não interfere na riqueza lupulada da cerveja, mas que contribui bastante para uma suavidade aveludada na boca, uma cerveja fácil de beber e agradável ao paladar! Perfeita para os dias de calor, mas refrescante o ano inteiro, combina bem com qualquer ocasião!”

Estilo: American Pale Ale (APA)
Amargor: Alto
Teor Alcoólico: 5,0% ABV
Olho: Dourada, boa espuma
Nariz: Frutado, cítrico, pimenta, especiarias
Boca: Leve, refrescante, picante, amargor suave
Ingredientes: Água, malte de cevada, lúpulo e levedura
Harmonização: Queijos curados, aves em geral, petiscos fritos, pratos condimentados.
Indicação do sommelier de cervejas: Hambúrguer com cheddar, bacon e picles
Temperatura de Serviço: 4 a 6° C
Origem: Brasil (Ribeirão Preto/SP)
Plano: Plutão / Espacial / Galáxias Botão Comprar


Cerveja Blondine Felina 300ml

Cerveja Blondine Felina 300mlDica do sommelier de cervejas:
“A cerveja artesanal Blondine Felina produzida em Itupeva, interior de São Paulo, é do estilo Belgian Pale Ale, de coloração acobreada e espuma cremosa. Seu aroma traz muita riqueza através de notas frutadas e de malte, complementado por um paladar mais encorpado, que resulta em uma cerveja equilibrada e elegante, que pode ser servida em qualquer ocasião!”

Estilo: Belgian Pale Ale
Amargor: Moderado
Teor Alcoólico: 4,5% ABV
Olho: Cobre, turva, boa espuma
Nariz: Floral, frutado, mel, especiarias, grãos
Boca: Frutas amarelas e cítrica, picante, especiarias, suave amargor
Ingredientes: Água, malte de cevada, lúpulo e levedura
Harmonização: Queijos amarelos, carne vermelha, molhos à base de tomate
Indicação do sommelier de cervejas: Lasanha à bolognesa
Temperatura de Serviço: 6 a 8° C
Origem: Brasil (Itupeva/SP)
Plano: Plutão / Espacial / Galáxias  Botão Comprar


Coopers Dark Ale 375ml

 Cerveja Coopers Dark Ale 375mlDica do sommelier de cervejas:
“A cerveja artesanal australiana Coopers Dark Ale é uma bela cerveja escura que traz boas promessas. A cada gole seu paladar viaja por uma gama de aromas e sabores. No começo, é fresca e cremosa. No fim, traz notas de café duradouras vindas do malte torrado, que confere ao conjunto uma rica cor escura e um sabor único, com deliciosas notas de chocolate!”

Estilo: Mild
Amargor: Moderado
Teor Alcoólico: 4,5% ABV
Olho: Marrom, boa espuma
Nariz: Caramelo, chocolate
Boca: Refrescante, adocicada, final seco de café
Ingredientes: Água, malte de cevada, lúpulo e levedura
Harmonização: Amêndoas salgadas, bacalhau, bife grelhado, carne assada, frango, feijão/feijoada, hambúrguer, kebab de carne, rabada, rocambole de carne, tamboril (peixe)
Indicação do sommelier de cervejas: Arroz de tamboril
Temperatura de Serviço: 5 a 7° C
Origem: Austrália
Plano: Galáxias Botão Comprar


Copo Pilsen The Beer Planet

Dica do sommelier de cervejas:
“O vistoso copo Pilsen The Beer Planet é uma taça para você degustar apropriadamente suas cervejas dos estilos associados às Light Lagers, que são cervejas mais claras e leves, de teor alcoólico moderado e amargor de baixo a moderado, de baixa fermentação, mais limpas sensorialmente, sem aromas ou sabores muito exuberantes. A parede reta e o fundo abaulado servem para que a cerveja não perca muito gás ao ser devidamente servida em ângulo de 45º. A pequena haste é para evitar de esquentar a cerveja segurando com a mão diretamente na parede do copo.”


Meantime Yakima Red. Inglesa com maltes alemães e lúpulos americanos

 

DICA DO SOMMELIER DE CERVEJA

A cerveja artesanal Meantime Yakima Red é uma Amber Ale inspirada no estilo Irish Red Ale feita em Londres com maltes alemães e 5 variedades de lúpulos americanos do vale do Yakima, estado de Whasington, o que confere paladar frutado e de caráter cítrico. Apresenta cor âmbar com reflexos rubi, corpo médio. Cerveja sensacional!

HARMONIZAÇÃO

Carpaccio, carne vermelha em geral, frango assado, pimentão recheado, pizza calabresa, comida mexicana.

INDICAÇÃO DO SOMMELIER DE CERVEJA

Rocambole de carne
ORIGEM: Inglaterra
AMARGOR: Alto
ESTILO: Irish Red Ale
TEOR ALCÓLICO: 4,1% ABV
OLHO: Âmbar avermelhada, turva, média espuma
NARIZ: Frutado, mel, cítrico, mentolado, floral
BOCA: Amarga, caramelo, final seco
INGREDIENTES: Água, malte de cevada, lúpulo, levedura
TEMPERATURA DE SERVIÇO: 5 a 7° C

Assine e receba, clicando aqui.

Conheça outras cervejas, clicando aqui.

Amazon Beer Imperial IPA Erva Chama – Da mata para a taça!

Um dos destaques da Seleção do Mês é o mais recente lançamento da Amazon Beer, uma Imperial IPA com Erva Chama!

DICA DO SOMMELIER DE CERVEJA

“A recém-lançada cerveja artesanal Amazon Beer Imperial IPA Erva Chama é uma Double India Pale Ale com adição da planta que é usada em infusões pelos povos nativos da Amazônia para atrair bons fluidos. Produzida em Belém do Pará, seu estilo base faz dela uma cerveja com forte amargor de perfil cítrico e uma boa cama de malte, o que equilibra o amargor generoso dos lúpulos. Uma cerveja cheia de sabor, para beber apreciando cada gole e ótima para harmonizar com gastronomia!”

HARMONIZAÇÃO

Queijos fortes (gorgonzola, cheddar) e carnes de sabores intensos (cordeiro, porco, coelho, caça) com molhos condimentados e sobremesas bem doces e cítricas, como torta de limão

INDICAÇÃO DO SOMMELIER DE CERVEJA

Cordeiro com molho condimentado
ORIGEM: Brasil
AMARGOR: Alto
ESTILO: Imperial IPA
TEOR ALCÓLICO: 8,3% ABV
OLHO: Dourada, boa espuma
NARIZ: Frutado, herbal, caramelo, tostado
BOCA: Corpo médio, refrescante, amargor, final longo
INGREDIENTES: Água, malte de cevada, lúpulo, erva chama e levedura
TEMPERATURA DE SERVIÇO: 5 a 7º C

Assine e receba, clicando aqui.

Tennent’s 1885 Lager com omelete de abobrinha ao forno

O verão chegou com força total e é bom evitar pratos e bebidas muito quentes ou pesados. O ideal é uma alimentação a base de muito líquido e pratos mais leves, sem muita gordura, nossa dica é um omelete de abobrinha para harmonizar com a escocesa Tennent’s 1885 Lager, uma deliciosa cerveja refrescante, clara e leve, que é um dos destaques da seleção do mês do nosso clube de janeiro!

INGREDIENTES:

  • 200 gramas de ricota
  • 6 ovos inteiros
  • 3 claras
  • 1 abobrinha
  • 150 gramas de presunto
  • 4 colheres de sopa de azeite extra virgem de oliva
  • 4 colheres de sopa de parmesão ralado
  • 1 ramo de salsinha
  • sal e pimenta a gosto
  • tomates cereja a gosto

MODO DE PREPARO:

  1. Corte a abobrinha à julienne depois de ter limpado e lavado.
  2. Em uma panela coloque um pouco de azeite e refogue a abobrinha sem deixar dourar.
  3. Em seguida, deixe esfriar.
  4. Em uma tigela misture bem a ricota, os ovos inteiros e as claras (previamente batidos), a salsinha picada, o queijo parmesão, a abobrinha, o presunto cozido picado grosseiramente, o sal e a pimenta.
  5. Unte uma assadeira com 3 colheres de sopa de azeite, despeje tudo e leve ao forno a 180°C por cerca de 15 minutos.
  6. Retire do forno, deixe esfriar e corte em cubos.
  7. Sirva decorando o prato com folhas de salsa e os tomates.

Se você não é sócio de um clube de cerveja por assinatura, clique aqui e conheça o melhor clube do Brasil.

Faça uma assinatura de cerveja hoje mesmo e entre para um grupo de apreciadores de cerveja que dividem informações sobre a bebida mais querida do Brasil.

Como sócio você ainda ganha até 40% de desconto para compras no site!

 

 

 

Aprenda a harmonizar cervejas para turbinar sua Páscoa

Existem excelentes rótulos de cervejas especiais que são ideais para acompanhar as guloseimas típicas da Páscoa, que sempre fazem parte do banquete que reúne a família no domingo da celebração, como o bacalhau, a Colomba Pascal e os tradicionais ovos de chocolate.

Para deixar a mesa ainda mais gostosa, nada como uma seleção de cervejas especiais que harmonizam perfeitamente com a data e com os pratos de Páscoa.

Além disso, as cervejas artesanais também são uma ótima opção de presente para substituir os previsíveis ovos de Páscoa, porque fogem do comum e surpreendem os adultos.

Quando o coelhinho da Páscoa chegar, certifique-se que ele tenha uma bela cerveja na cesta!

DICA DO SOMMELIER

Separamos cuidadosamente seis rótulos que harmonizam com as principais comidas típicas de Páscoa.

Confira e veja como sua Páscoa pode dar aquela turbinada!

cervejas-para-a-pascoa

CERVEJAS FEITAS COM CHOCOLATE – perfeitas para os chocólatras!

1) Old Tom Chocolate é uma cerveja desenvolvida especialmente pelo famoso chocolatier Simon Dunn. Proveniente da Inglaterra, a cerveja do estilo Mild tem cor avermelhada, pouca espuma e chocolate na receita. O sabor é perfeitamente equilibrado entre o frescor do lúpulo, o malte torrado e o dulçor do chocolate. Tem 6% de teor alcoólico.

2) A americana Rogue Mocha é uma cerveja do estilo Robust Porter com 6% de álcool. O amargor é bastante forte e a cor preta avermelhada. O sabor é tostado de café, adocicado, aveludado e com final seco. O rótulo foi criado especialmente para amantes de chocolate.

PARA HARMONIZAR COM O BACALHAU

3) A Colomba, da francesa Brasserie Pietra, é feita à base de trigo e contém em sua composição arbustos típicos da floresta dos Maquis, na região da Córsega, na França, como o medronheiro, murta e zimbro, além de outras espécies aromáticas que conferem à cerveja sabor e aroma inconfundíveis. O teor alcoólico é de 5%.

PARA HARMONIZAR COM A COLOMBA PASCAL

4) A belga Delirium Red é a mistura perfeita entre acidez e dulçor. A coloração é vermelha intensa e o aroma remete a frutas vermelhas e amêndoas. Também tem cereja outras frutas vermelhas na composição, mas o teor alcoólico sobe para 8,5%. Também harmoniza muito bem com bolo floresta negra e chocolate branco.

PARA HARMONIZAR COM CHOCOLATE

5) Produzida no estilo Russian Imperial Stout, a americana North Coast Old Rasputin é uma cerveja artesanal que conquista o paladar de todos que a experimentam. Tem sabor torrado com chocolate, café e final bastante amargo. Tem teor alcoólico de 9%.

6) Representando o Brasil, a Schorstein Imperial Stout é do mesmo estilo que a Rasputin. Tem amargor alto e 8% de teor alcoólico. É adocicada e encorpada com aromas torrados de chocolate, café e caramelo. A coloração é preta, turva e tem boa espuma.