7 rótulos de cervejas importadas que não podem faltar na sua adega

Por Rodolfo Bosqueiro
@umami.sommelieria

Graças ao crescimento do consumo de cervejas artesanais do Brasil, a variedade de rótulos nacionais e importados à disposição também tem aumentado bastante. Por um lado, a abundância de opções é muito bom e bem atraente para quem gosta de diversidade, mas por outro, fica até difícil escolher quais cervejas não podem faltar em nossa adega.

Pensando nisso, reunimos uma lista com 7 rótulos de cervejas importadas de respeito, que julgamos dignos de estarem em seu estoque pessoal. São cervejas bastante especiais, algumas trazidas recentemente ao país e outras que já são clássicos, mas todas elas trazem elementos que as destacam e as fazem merecer um lugarzinho reservado na sua adega.

1. Cerveja Sierra Nevada Hop Hunter

Cerveja Sierra Nevada Hop Hunter
Sierra Nevada Hop Hunter

País de Origem: Estados Unidos

Estilo: American IPA

Teor Alcoólico: 6,2% ABV

Que a Sierra Nevada produz cervejas incríveis, como as suas clássicas Pale Ale e Torpedo Extra IPA, não é novidade para ninguém. Mas dessa vez ela foi além para proporcionar uma experiência única aos adoradores de lúpulo.

A Sierra Nevada Hop Hunter aproveita os sabores complexos dos lúpulos recém colhidos através de um processo revolucionário de destilação por vapor, feito antes mesmo do lúpulo deixar os campos de colheita. Esta técnica captura e intensifica os sabores naturais, criando uma cerveja única e intensamente aromática. Esse processo reúne o óleo puro do lúpulo, que combinado na produção com os lúpulos colhidos de forma tradicional vai lhe proporcionar uma experiência extraordinária de IPA! Nossa dica é que você beba essa cerveja o mais fresca possível.

2. Cerveja Straffe Hendrik Wild

 Cerveja Straffe Hendrik Wild 330ml
Straffe Hendrik Wild

País de Origem: Bélgica

Estilo: Wild Ale

Teor Alcoólico: 9,0% ABV

A cerveja Straffe Hendrik Wild da cervejaria belga De Halve Maan é uma versão selvagem da já conhecida e adorada Straffe Hendrik Tripel. Esta cerveja foi refermentada com leveduras do tipo Brettanomyces, responsáveis por criar aromas frutados e distintos que harmonizam perfeitamente com o rico uso de variedades de lúpulos aromáticos.

Essa cerveja precisa de um período de maturação mais longo na garrafa antes de ser liberada ao mercado, permanecendo assim por três meses nas caves da cervejaria. As leveduras selvagens dão a essa cerveja uma maior vida útil e uma interessante evolução nos sabores e aromas ao longo dos anos.

Uma experiência bastante interessante é adquirir algumas garrafas para sua adega e consumi-las em épocas diferentes para perceber e comparar essas mudanças.

3. Cerveja Liefmans Goudenband

Cerveja Liefmans Goudenband
Liefmans Goudenband

País de Origem: Bélgica

Estilo: Flanders Brown Ale

Teor Alcoólico: 8,0% ABV

A Liefmans Goudenband é definitivamente uma das cervejas escuras mais peculiares do mundo. Feita em tanques abertos com cervejas de fermentação mista, é maturada por um período de 4 a 12 meses na adega da cervejaria.

A cerveja maturada é então blendada com cerveja mais nova e o processo de fermentação começa novamente. Não tenha medo de deixá-la em sua adega por longos períodos, pois a Liefmans Goudenband é uma cerveja de guarda, que continua a evoluir ao longo dos anos, assim como um bom vinho.

Ao abrir essa preciosidade você imediatamente sentirá os maravilhosos aromas de caramelo, maçã, cerejas e malte. Na boca, encontrará notas de maçã e cerejas, combinadas com notas amadeiradas e acidez equilibrada, enquanto o retrogosto lhe reserva nozes e uvas passas. É sem sobra de dúvida uma obra de arte engarrafada.

4. Anchor Argonaut Barrel Ale

Anchor Argonaut Barrel Ale
Anchor Argonaut Barrel Ale

País de Origem: Estados Unidos

Estilo: Wood and Barrel Aged Beer

Teor Alcoólico: 7,5% ABV

A Anchor Argonaut Barrel Ale é a terceira criação sazonal, da linha “The Anchor Argonaut Collection” e foi feita em tributo a Fritz Maytag, figura importante, que deu início à revolução das cervejas artesanais nos EUA.

Essa cerveja é iniciada com a seleção de quatro cervejas da Anchor Brewing que são maturadas separadamente em barris de Old Portero Rye Whiskey e Bourbon. No próximo passo, as cervejas são blendadas em um tanque com adição de lascas de barris carbonizadas pela própria cervejaria, iniciando uma segunda fermentação.

O resultado é uma cerveja de coloração marrom escura e reflexos rubis, com uma base de aromas e sabores que remetem a maltes tostados, com sutil defumado e toques de whiskey balanceando suas notas de café e toffee, com um final incrivelmente macio.

5. Cerveja North Coast Old Stock Ale

Cerveja North Coast Old Stock Ale
North Coast Old Stock Ale

País de Origem: Estados Unidos

Estilo: Old Ale

Teor Alcoólico: 12,8% ABV

A multipremiada North Coast Old Stock Ale é outra cerveja americana digna de ter espaço reservado em qualquer adega. É uma cerveja de safra produzida apenas uma vez por ano e feita para maturar durante longos períodos, assim como um belo Vinho do Porto.

Com seu corpo denso de malte e generosa quantidade de lúpulo, é uma cerveja desenvolvida para entregar aromas e sabores mais arredondados com o envelhecimento. Vale a pena guardar alguns rótulos de safras diferentes para acompanhar a evolução.

A combinação especial de maltes e lúpulos importados da Inglaterra traz para essa cerveja deliciosas notas frutadas, vínicas, de caramelo e frutas passas, além de um final prazeroso e aquecedor devido ao elevado teor alcoólico.

6. Schneider Weisse Tap X Cuvée Barrique

Schneider Weisse Tap X Cuvée Barrique
Schneider Weisse Tap X Cuvée Barrique

País de Origem: Alemanha

Estilo: Weizenbock

Teor Alcoólico: 9,5% ABV

A magnífica Schneider Weisse Tap X Cuvée Barrique é um blend das já conhecidas cervejas Schneider Weisse Tap 6 Aventinus (uma Weizenbock) e da Aventinus Eisbock maturado por oito meses em barricas de carvalho que continham vinho Pinot Noir.

Essa obra prima criada pelo mestre cervejeiro Hans-Peter Drexler é única e surpreendentemente complexa. Com sua coloração âmbar escura de reflexos rubi, traz aromas que remetem a figo e pêra seca. No paladar você vai encontrar cerejas, alcaçuz, frutas vermelhas e passas, equilibradas por toques de baunilha e chocolate ao leite, além de uma acidez positivamente incomum que aumentam a complexidade da cerveja.Definitivamente, é uma cerveja que você precisa ter na sua adega! Então aproveite, por que não é sempre que temos uma raridade dessas por aqui.

7. Cerveja Founders KBS

Cerveja Founders KBS
Cerveja Founders KBS

País de Origem: Estados Unidos

Estilo: Russian Imperial Stout

Teor Alcoólico: 11,3% ABV

Para finalizar nossa lista, um clássico da cervejaria americana Founders, a “altamente aclamada” KBS (Kentucky Breakfast Stout). Essa cerveja dispensa apresentações, e agora que está sendo regularmente importada para o Brasil, é um daqueles rótulos que é sempre bom ter algumas unidades guardadas na adega.

Uma Imperial Stout de respeito, produzida com uma enorme quantidade de café e chocolate e maturada por um ano em barris que continham Bourbon.

Negra, licorosa, encorpada, complexa e deliciosa! A KBS também é uma bela cerveja para harmonizações. Experimente aprecia-la acompanhada de uma tapioca recheada com chocolate com avelã e coco ralado. Fica sensacional!


E aí, o que achou da nossa lista? Garanta já essas e muitas outras cervejas artesanais nacionais e importadas em nossa loja virtual The Beer Planet.

Saiba tudo sobre a “Nova IPA” que vem dando o que falar no Brasil

Você provavelmente já deve ter ouvido falar em New England IPA, Juicy IPA, Hazy IPA, Vermont IPA ou North East IPA (NEIPA), já que os seus exemplares são hoje os mais comentados no mercado de cervejas artesanais. Mas sabe exatamente o que deve encontrar na hora de degustar uma delas?
Vamos começar por sua origem. O criador foi o cervejeiro John Kimmich da cervejaria The Alchemist Brewery, localiza na cidade de Waterbury no estado de Vermont. O primeiro rótulo, a cerveja Heady Trooper, foi criado em 2003 e já ganhou os paladares dos consumidores locais. Mas apenas em 2011, com a ampliação da planta da cervejaria, ela foi enlatada e começou a ganhar os Estados Unidos, e posteriormente, o mundo.
Infelizmente, até agora é impossível degustar uma NEIPA americana no Brasil por dois motivos: por não serem pasteurizadas e o tempo de trânsito até aqui iria deixá-las sem os aromas esperados, e também porque normalmente são produzidas em lotes menores e com distribuição mais local. Mas não precisa se desesperar, pois os cervejeiros nacionais já começaram uma busca incessante de reprodução destas cervejas e hoje já conseguimos encontrar bons rótulos por aqui. O que elas têm de tão diferente das já conhecidas IPA’s? As principais características da New England que você irá encontrar são:

1 – Turbidez

 Bem parecida com a que encontramos no estilo Weiss, mas que nas IPA’s tradicionais não é aceitável. Isso ocorre por não serem filtradas e/ou por ser utilizado trigo, aveia ou centeio em suas receitas.

2 – “Juicy

Suculentas em tradução livre, relativo ao corpo aveludado e por serem mais encorpadas.
3 – Aroma frutado intenso

Remetendo a frutas tropicais como manga, abacaxi, pêssego e melão, devido as espécies de lúpulos utilizados, como Azzaca, Equinox, Mosaic e os neozelandeses Nelson Sauvin e Galaxy.

4 – Amargor aparente

Mas de baixa persistência, ou seja, com baixa adstringência. O intuito aqui é aproveitar ao máximo os aromas provenientes dos lúpulos.

5 – Teor alcoólico elevado,

Boa parte das cervejas apresentam um teor alcoólico elevado, mas que normalmente estão tão bem inseridos que passam despercebidos.

Confira estas duas novidades que chegaram na loja The Beer Planet, que você pode adquirir e receber na sua casa:

IPA
Roleta Russa New England I

Roleta Russa New England IPA 500ml – 6,5 % ABV

De coloração âmbar, apresenta turbidez devido à adição de trigo e aveia, que também conferem deliciosa textura aveludada. Uma carga extrema de lúpulos americanos e australianos garante notas frutadas marcantes, além de muito sabor e um tiro de amargor!

 

 

IPA
Cerveja Tupiniquim Supernova Lata

Tupiniquim Supernova Lata 473ml – 7,0% ABV

A primeira lata lançada pela Tupiniquim, uma das cervejarias mais aclamadas atualmente. Com coloração dourada turva e uma boa formação de espuma, os aromas cítricos e frutados da generosa carga de lúpulo logo tomam o ambiente. Na boca, um corpo aveludado é percebido onde o dulçor de frutas e o amargor marcante se equilibram perfeitamente.

 

E você, já experimentou alguma? Nossa dica é harmonizar com carnes vermelhas, bacon, carnes de caça (pato, javali, cordeiro), hambúrguer, pizza calabresa, queijos duros, pratos condimentados e sobremesas à base de frutas cítricas, como torta de limão. Faça o teste e conte pra a gente o que achou!

Conheça as 3 datas cervejeiras de agosto para você comemorar!

Você sabia que Agosto é um dos meses mais cervejeiros do ano? Para você se preparar para essas três datas cervejeiras, e o The Beer Planet vai te dar as dicas de como aproveitar cada uma. Abra uma cerveja e vem com a gente!

  • International IPA Day: 3 de agosto

cervejeiras de agosto
International IPA Day: 3 de agosto

O estilo India Pale Ale, tão adorado pelos lupulomaníacos, tem um dia só dele. A já conhecida versão brasileira desse evento acontece em novembro, em Ribeirão Preto/SP. Mas a data oficial é comemorada internacionalmente na primeira quinta-feira de agosto, caindo neste ano no dia 3.

O International IPA Day foi criado em 2011 nos Estados Unidos, já que os americanos são aficionados por lúpulo, o ingrediente da cerveja responsável pelo amargor, que aparece em destaque nas IPAs. Este estilo nasceu na Escola Inglesa, mas foram os americanos que revolucionaram a India Pale Ale, aumentando a carga de amargor e utilizando variedades locais de lúpulos aromáticos, conferindo as deliciosas notas frutadas e cítricas.

A festa mais amarga do mundo é comemorada em todo o Brasil em diversos bares e cervejarias, mas você também pode participar da sua casa, garantindo suas garrafas e latas da nossa seleção de IPAs. Toda variedade do estilo preferido dos Hopheads está valendo:
American, English, Belgian, Session, Imperial, Brett, Black, White, West Coast e New England IPA.

  • Dia da Cerveja Belga: 4 de agosto

cervejeiras de agosto
Dia da Cerveja Belga: 4 de agosto

Já se você prefere cervejas onde o malte e a levedura se destacam, saiba que também existe um dia para celebrar as cervejas belgas. O Dia da Cerveja Belga em 2017 cai no dia 4 de agosto, pois é comemorado na primeira sexta-feira desse mês.

Neste ano temos um motivo especial para festejar a data: a cerveja belga entrou para a seleta lista de Patrimônios Imateriais da Humanidade da Unesco! Essa conquista era de se esperar, já que a Escola Belga possui mais de 1.500 variedades de cervejas, com tradição centenária e muita criatividade.

Não é tão comum encontrar eventos nesta data quanto no IPA Day, mas nas confrarias online, os cervejeiros brindam com seus lindos cálices. Vai ficar de fora? Confira nossa seleção de cervejas belgas e escolha a sua! Já que estamos no inverno, recomendamos as mais alcoólicas, como as Belgian Strong Ales.

  • Dia Internacional da Cerveja: 4 de agosto

cervejeiras de agosto
Dia Internacional da Cerveja: 4 de agosto

E para fechar as datas cervejeiras, não se esqueça da primeira sexta de agosto, quando é celebrado o Dia Internacional da Cerveja. Então além das belgas, você pode brindar com sua cerveja favorita. Pode ser Weizen, Stout, Sour, Fruit Beer, APA, Pilsen, Bock, Helles… Seja qual for seu estilo preferido, você encontra na loja The Beer Planet.

Assim como o International IPA Day, o Dia Internacional da Cerveja foi criado nos Estados Unidos, em 2007 na Califórnia. Neste ano a data completa 10 anos, o que é mais um motivo para não passar em branco.

Os três propósitos declarados são: estar com amigos para saborear a cerveja; celebrar aqueles que fabricam e os que servem a cerveja; e ter o sentido de união mundial com outros comemoradores, com cervejas de todas as nações e culturas. Então, convide seus amigos para degustar rótulos nacionais e importados com você!


Para brindar essas datas cervejeiras com a gente, marque o @thebeerplanet nas redes sociais e use hashtags de confrarias online, como #comandocervejeiro, #bpcervejeiro, #horadogole e #confraria27, além das próprias marcações dos eventos, como #ipaday.